Energy Report de Abril está disponível

Energy Report de Abril está disponível

726-941x481
25 de maio de 2018

Neste editorial analisamos as metodologias principais de alocação de custos de transmissão e argumentamos que o esquema AS corrige as limitações conhecidas e significativas da metodologia Nodal atualmente adotada no Brasil. Também alertamos que algumas das propostas em Consulta para reforçar o sinal locacional da atual metodologia Nodal podem levar a distorções do mesmo.

Na seção regulatória comentamos: (1) Projeto de Lei nº 9.463 que trata da privatização da Eletrobrás; (2) Medida Provisória nº 814, que não será votada e perderá sua validade; (3) Consulta Pública nº 45 do MME sobre proposta do Plano de Redução Estrutural das Despesas da CDE; (4) Consulta Pública nº 007 da Aneel sobre projeto piloto de Leilão de Eficiência Energética; (5) Portaria nº 159, que apresenta novo tratamento a contratação marginal em leilões de energia nova; e (6) Audiência Pública nº 20 da Aneel que trata da atualização das Regras de Comercialização para 2019.

Na seção Recursos Hídricos e Meio Ambiente deste mês tratamos sobre a crise da água e a necessidade de aperfeiçoamento do monitoramento das bacias e dos reservatórios de usinas hidrelétricas para uma operação mais eficiente do sistema hídrico.

Na seção internacional apresentamos uma análise detalhada das causas dos altos preços de eletricidade em países que contam com grandes quotas de energias renováveis, como na Alemanha, Califórnia e Dinamarca.

Esta edição também apresenta o balanço atualizado de demanda e oferta estrutural de energia para os próximos anos, incluindo nosso tradicional atrasômetro.

Para mais informações, acesse Energy Report.